top of page

Análise de desempenho e a Evolução Tecnológica

Por Diogo Santos





A história da tecnologia na análise de desempenho no esporte é uma jornada fascinante que tem evoluído ao longo dos anos, impulsionada pela busca incessante por ganhos competitivos. Desde os primórdios do esporte, os atletas têm buscado maneiras de melhorar seu desempenho e entender melhor seu corpo, sua mente e suas habilidades. Com o avanço da tecnologia, novas ferramentas foram desenvolvidas para fornecer informações mais precisas e detalhadas.

Uma das primeiras formas de análise de desempenho no esporte foi a observação visual direta e análise notacional, onde treinadores e atletas observavam e analisavam movimentos e a técnica realizada. No entanto, essa abordagem era limitada por ser muito subjetiva e pela baixa capacidade de fornecer dados quantitativos.

Com a chegada da cinematografia no século XIX, surgiram novas possibilidades para a análise de desempenho no esporte. O trabalho pioneiro de cientistas como Eadweard Muybridge na década de 1870, que capturou sequências de movimentos humanos e animais com fotografias em alta velocidade, proporcionou uma visão sem precedentes sobre a biomecânica do movimento.


No século XX, com o desenvolvimento da eletrônica e da computação, a análise de desempenho no esporte deu um salto significativo. O uso de sensores e dispositivos eletrônicos permitiu a coleta de dados biomecânicos em tempo real, possibilitando uma compreensão mais aprofundada dos padrões de movimento, força e velocidade dos atletas.


Atualmente, a tecnologia na análise de desempenho no esporte abrange uma ampla gama de ferramentas, incluindo sistemas de captura de movimento, plataformas e softwares de análise de vídeo, dispositivos vestíveis (ex. GPS) e softwares de simulação. Essas tecnologias fornecem aos treinadores e atletas informações detalhadas sobre aspectos como técnica, tática, condicionamento físico, recuperação, etc.


Um exemplo emblemático é o uso de sistemas de rastreamento por GPS em esportes como o futebol, que permitem monitorar de maneira muito simples, a distância percorrida, a velocidade, os padrões de movimento e a intensidade do jogo. Isso possibilita ajustes precisos no treinamento e na estratégia de jogo, maximizando o desempenho individual e da equipe.


Além disso, a análise de dados tornou-se uma parte fundamental da análise de desempenho no esporte. O uso de algoritmos e inteligência artificial para analisar grandes conjuntos de dados permite identificar padrões e tendências que podem passar despercebidos aos olhos humanos, fornecendo informações valiosas para otimizar o treinamento e a performance atlética.


Em suma, a história da tecnologia na análise de desempenho no esporte é uma narrativa de inovação constante, impulsionada pela busca por excelência atlética. À medida que a tecnologia continua a avançar, é provável que vejamos novas e empolgantes evoluções nesse campo, capacitando ainda mais atletas e treinadores a alcançar novos patamares de sucesso.

 

Referências:

Baker, R. (2007). The history of gait analysis before the advent of modern computers,

Gait & Posture, Volume 26 (3), 331-342.

 

Avcı, P. et al (2023). The Use of Developing Technology in Sports. Sports Medicine

 

Watanabe, Nicholas & Shapiro, Stephen & Drayer, Joris. (2021). Big Data and Analytics in Sport Management. Journal of Sport Management. 35. 1-6, 259-273.

 

Lames, M., & McGarry, T. (2007). On the search for reliable performance indicators in game sports. International Journal of Performance Analysis in Sport, 7(1), 62-79.

29 visualizações

Comentários


bottom of page